30 de abr de 2008

BEIJOS NA TESTA


para começar
os beijos podem
sem na testa
depois
na bochechas
no nariz
até morrem na boca
para começar
beijos na testa
como amigos
como bem querer
beijos na bochecha
para esquentar
para aquecer
beijos na boca
para fazer
jamais esquecer
para começar
beijos na testa
nas mãos
como nobre
cavalheiro
louco para beijar
a boca em cheio
beijar a testa
é só o começo
para não assustar
beijos na testa
nas mãos
beijos na bochechas
querendo
mesmo é matar
a sede
na boca

PRATOS SUJOS


deixei
na mesa
os pratos sujos
com os restos
de tudo
o que não queremos
deitei na cama
sem querer fazer nada
olhando para o teto
escutando
o nada
e na mesa
os pratos sujos
cheios
dos restos de nós
o chão cheio de migalhas
e o copo
pela metade
de vinho
que embebeda
a alma
eu na cama
olhando o teto
girar
embreagada
pelo vinho
que circula
em mim
nas minhas artérias
e na mesa
os pratos sujos
com os restos
de nós
eu na cama
você no sofá

TOLA

não tenha
receio
de perder
o que é seu
não seja tola
medrosa
não fique
insegura
com medo
achando
que o mundo
vai tirar
o que é seu
ninguém rouba
e eu também
não quero ninguém
deixa de ser tola
aproveite a vida
se preocupe menos
você vai voltar
e eu estarei aqui
como sempre
esperando
ansioso
sua volta
para beijar sua boca
e abraçar você
não seja tola
nem tenha medo
de perder
o que é seu
não seja tola
e nem perca horas pensando
pode voltar estarei
como sempre esperando você

ACORDAR COM VOCÊ


o que de melhor
pode acontecer
é acordar com você
sentir o seu perfume
com o perfume
da manhã
o melhor da vida
é acordar com você
dizer bom dia
e ver de manhã
nascer
o seu sorriso
assim
como os raios do sol
acordar com você
é ter certeza
de um grande dia
e o que de melhor
há em minha vida
acordar com você
sentir o seu perfume
e querer
que o dia acabe
rápido demais
para que chegue a noite
a possamos
nos perder
de madrugada
e eu posso de novo
e sempre
acordar com você
e ver de novo
a beleza do sorriso
nascer com o doce
cheiro da manhã

MIRAGEM

você é miragem
eu sei que é
fruto
da minha imaginação
e do meu desejo
você é miragem
que faz meu dia ser
melhor
você é miragem
que dá vida
que inspira
que impulsiona
você
é miragem
que me faz acordar
cedo
que arranca
os males
que me deixam
plantados na minha
inconsciência
você é miragem
que me alucina
que me impulsiona
que me faz
seguir
e achar você
por onde ando
se não achar
sei que sempre
será
apenas miragem

TRAVESSEIROS


nossos travesseiros
juntos na cama
um sobre o outro
colados
como nós
ficamos de noite
nossos travesseiros
cúmplices
das nossas verdades
e dos nossos segredos
das nossas brincadeiras
e ousadias
nossos travesseiros
de fronhas
brancas
o meu com seu cheiro
e o seu
com lembranças
dos momentos
e das noites
nossos travesseiros
molhados
de suor
das noites de amor
das noites
perdidas de carinhos
eternos
nossos travesseiros juntos
como nós em nossas noites

FEITO LOUCO

fico feito louco
brigando com meus
pensamentos
fico feito louco
falando comigo
e com meus sentidos
tentando
entender
o que se passa comigo
fico feito louco
discutindo
minhas discórdias
tentando fazer
tudo acontecer
como quero
e não como desejo
fico feito louco
olhando as primaveras
fechadas
as rosas despetaladas
discutindo
comigo
porque a vida é assim
tantos desamores
fico olhando
querendo entender
o porque
fico feito louco
nesta inquietude
absoluta
escutando
os ruídos
do mundo
eu querendo o silêncio
profundo e absoluto
para ficar quieto
no meu canto
escrevendo
ficando cada vez mais
louco

MEDO DA DOR


dor
é sofrimento
ninguém quer
dor
é ruim demais
o que se tem
é medo da dor
medo de sofrer
todos tem
é ruim demais
judia
maltrata
dor
é sofrimento
ninguém quer
não se deseja
para ninguém
nenhuma dor
dor
dói na alma
o que se tem
é medo da dor
medo de sofrer
ninguém quer
uns desejam
para os inimigos
para os criminosos
para os fora da lei
na verdade
não se deseja
dor para ninguém
o que sem tem
é medo da dor
medo de sofrer
não se quer para ninguém

TANTO PARA DIZER

palavras vem
e vão embora
todos os dias
palavras demais
tanto para dizer
não se diz
nem metade
de todas as palavras
que se quer dizer
falta coragem
falta tempo
tanta gente
passando todos os dias
não há
como dizer
tudo
e se cala
e não se diz nada
tanto para dizer
quantas palavras morrem
quantas palavras
engolidas
e apenas os pensamentos
que vem e vão
e as palavras
saem pela metade
não se diz tudo
nem se pode dizer tudo
o que se quer
o que se pensa
palavras vem
e vão embora
tanto para dizer
e tantas palavras
mortas

QUERO TER MEU LUGAR

meu lugar
é simples
cama
fogão
geladeira
uma cadeira branca
uma escrivaninha
e uma janela grande
de frente para o mar
quero ter meu lugar
como um troféu
por tudo o que passei
meu lugar
não deve ter cercas
nem muros
deve ter apenas
o vento
o cheiro do mar
o barulho
das ondas
quero ter meu lugar
um lugar
para descansar
um lugar
onde possa
sepultar
minhas dores
e todos os amores
que senti
e que vivi
meu lugar
de frente para o mar
com vento
ondas
e a saudades

NUNCA MAIS AMO NINGUÉM

amar para quê
é uma grande besteira
sofrer demais
nunca mais amo ninguém
vou curtir
ficar assim
largado
vou me amar apenas
não vou mais
crer
neste sentimento
egoísta
amar para quê
vou viver livre
sem correntes
sem saudades
sem ter motivos
para chorar
para esperar
nunca mais amo ninguém
quero apenas
me limitar a gostar
a gostar
de voar
por aí
não quero ser de ninguém
e não quero ninguém
para mim
amar para quê
nunca mais amo ninguém


QUERO SABER

quero saber
onde vai estar
o que vai fazer
não quero deixar
suas asas bater
quero saber
com quem vai
quem vai estar
a que horas
quero saber tudo
não vou perder
seu rumo
quero saber
cada passo
sufocar de vez
essa necessidade
que tem de voar
vou cortar suas asas
deixar você
assim
presa a mim
quisera eu
fazer
não posso
não sou seu
e nem você é minha
quero saber
se um dia
vou ser seu
e você toda minha
eu deixo
você livre para voar
e voltar para o ninho
que fiz para você
em meus braços

AGORA É SUA HORA



agora é sua hora
de correr
de se agitar
de bradar
de dizer
por que veio
e o que quer
agora é sua hora
hora de conversar
com a sorte
de fazer
acontecer
agora é sua hora
hora
de acordar
de arregaçar
as mangas
e cair na vida real
não se vive de sonho
nem se vive
por viver
agora é sua hora
de cair na vida
de não ficar
mais na toca
de se mostrar para o mundo
de fazer a diferença
de se mostrar
para o mundo
agora é sua hora
sai da toca
hora de bradar
de gritar
e de mostrar
porque veio

TE TER DE VOLTA


eu chamei
você fingiu não ouvir
parei de chamar
desisti
te ter de volta
era utopia
sonho demais
em minha vida
eu olhei
você de costas
para mim
em sentido contrário
eu na rua
você tonto
de bobagens
na calçada
eu chamei
pela segunda vez
quase sem voz
mas eu chamei
e você atordoado
em sentido oposto
ao meu
te ter de volta
a cada passo seu
era cada vez
a distância
que não seria mais rompida
e minha voz
chamando você
jamais de novo ouvida

DONA JANETE


respire
encha o peito de vida
há vida em abundância
mostre sua fé
não se contenha
grite de dor
grite
para o mundo todo ouvir
não esmoreça
respire
sinta a vida que há
agradeça se possível for
se não puder
se revolte
não há problema algum
apenas reaja
diante da vida que acontece
não se entregue
há muita vida
a sua espera
muito para se ver
muita vida para viver
respire
e aceite
de braços abertos
ou se revolte
e grite para o mundo
sua dor
mas não se cale
reaja
não se entregue
não esmoreça
há vida
e muito amor
para sentir
eu sei
você vai conseguir
D. Janete
Pela pronta recuperação de Minha Sogra

29 de abr de 2008

INGRID


busquei palavras
que talvez
explicassem
o doce fascínio
que há em você
no jeito tímido
carinhoso
de menina
que arrisca
e não tem medo
da menina bela
e da mulher ainda
escondida
busquei palavras
nos dicionários
para dizer
tudo o que já sabe
busquei o que dizer
e me vi sem palavras
logo eu
que sempre sei o que dizer
me perdi
na doçura
que envolve
o seu riso
logo eu
poeta por natureza
me calo
me rendo
ao que não sei dizer
e só olho
somente vejo
e admiro
a mulher ainda
escondida

INCONSTANTE

pergunta
e responde
acha
e não sabe
finge bem
e mal demais
não tem certeza de nada
é inconstante
tem medo
e arrisca
quer
e desiste
começa
sempre começa
é esquerda
e direita
crê em tudo
e duvida
é insegura
inconstante
chora sorrindo
ama demais
e não odeia nunca
é certeza
e duvida
é plena
absoluta
quando quer
quando não
é cheia de absurdos
inconstante
incerta
mulher sempre


NÃO É VERDADE


não é verdade
que a água pode secar
que o sertão
já foi mar
que a África
era unida ao Brasil
não é verdade
que o preconceito acabou
que não há racismo
não é verdade
que dinheiro não traz felicidade
que entre homem e mulher
pode exister amizade
não é verdade
que o machismo acabou
que o amor está fora de moda
e que ficar
é o maior barato
não é verdade
que cigarro não vicia
que tomar chá demais
causa impotência
não é verdade
que para esquecer
um amor
somente amando outro
que se perdoando
se esquece
não é verdade
que chocolate engorda
que dias melhores virão
que saudades dói
e que o trabalho
enaltece o homen
não é verdade
que todo poeta
é fingidor

SOU SEU FARDO

sou seu fardo
sua cruz
seu pecado
sou o que há de bom
e de ruim
não sou por acaso
eu existo
sou a consciência
o crime
e a confissão
sou seu fardo
pesado
ruim demais
de carregar
sou sua cruz
seu calvário
sou doença
sem cura
sou sua culpa
sua ontem
e seu amanhã
sou presente
sou seu Karma
seu fardo
e sua cruz
a voz
que não cala
o seu pior
a sua memória
e o que nunca te deixa
esquecer
sou seu reflexo
seu fardo
sua cruz

TENTO ME ENGANAR

tento me enganar
me convencer
que o que faço
vai me fazer vencer
cada dia
parece
que me afasto mais
do que tanto quero
às vezes brigo com Deus
e falo o que não quero
tento me enganar
e fazer
somente aquilo que creio
tento me convencer
que minha estrela
vai brilhar
que meu dia vai chegar
que vão me ler
nos ventos
que vão se lembrar
de mim
e não vão me esquecer
tento me enganar
que sou poeta
que sei poetizar
tento me convencer
que vale a pena
todos os dias
amar
e fazer o que amo

CUIDE-SE


sorria
e viva
viva tudo o que quiser
faça valer a pena
cada segundo
da sua existência
erre
erre demais
cada vez mais
e ganhe mais tempo
mais prazer em viver
sorria
acorde de bem todos os dias
amando
desejando o bem
querendo o bem
de amigos
e dos inimigos
cuide-se
não queira mal
releve
ame mais
cada vez mais
ame muito
ame sempre
ame no máximo
não se relaxe
insista
erra mais
aprenda mais
faça cada dia valer
a pena
não aponte
não condene
ame
cada vez mais
cada vez muito mais

ME FIZESTE SOFRER


me fizeste sofrer
me amando
um amor
irreal
me fizeste que crer
no que não existia
me fizeste ir
a lugar nenhum
me fizeste menor
me rebaixaste
abaixo de tudo
reles
vil
me fizeste mal
trapo
me fizeste sofrer
buscando
o que não havia
me fazendo
crer
no amor
no amor morto
no amor seco
me fizeste sofrer
como jamais
alguém fez
abusou de mim
me deixou
o pior sentimento
o ódio
que dia a dia me mata
me fizeste sofrer
de amor
de um amor que nunca existiu
me fizeste crer

NEGUE


que me quer
que deseja
meu corpo
meu beijo
negue
que não se sente
por mim desejo
que sou apenas amiga
negue
que não me quer amante
na cama
nua
servida de bandeja
negue
que não quer meus seios
minhas coxas
sedentas
meus pés
e as carícias minhas
negue
que não quer
meus beijos
minha língua enroscada
na sua
e minha mão atrevida
negue
que não sonha
comigo
diga não
para meus abraços
e meus braços abertos
negue
e me visto de vento
e como me achou
desapareço

VILA

todos os dias
passo
por uma vila
de casa velhas
de roupas
nas janelas
crianças matreiras
mulheres belas
debruçadas
nos tanques
batendo logo
de manhã
as roupas
para o sol secar
todos dias
passo
na volta
pela mesma vila
de luzes acessas
e o cheiro
doce de feijão
roupas recolhidas
já se torcidas
e seca
e as mulheres belas
de portas abertas
deixando as roupas
mais belas
deixando do ferro
de carvão que não se usa mais
e as crianças
de banho tomado
penteadas
lêem contos de fadas
sentadas
comportadas
esperando quietas o pai chegar
da lida de todo dia
eu passo
e não queria passar
na vila
todo dia
queria ficar
e ser só
um pouco
como eles são
felizes

PALPITE

tantos palpites
do que fazer
por onde ir
tantas certezas
incertas
se fala tantos
chutes
desencantos
desencontros
conselhos
pedras na água
pesadas
atiradas
sem intenção
tantos palpites
dados
como dardos
sem pontas
sem alvo certo
dardos
que não ferem
que tentam
atingir
palpites
nas feridas expostas
como sal
como vinagre
azedo
que faz doer
que abre mais
palpites
e nada mais
chute incerto
soco no escuro
busca desesperada

TUDO ACABOU

tudo acabou
o arroz
o feijão
o frango de panela
o açúcar
o macarrão
o óleo
o alho
tudo acabou
geladeira vazia
só tem garrafa
de água
é gelo
tudo acabou
o sofá quebrou
na televisão
somente morte
e desgraça
o chão está sujo
a descarga
não funciona
vidros quebrados
o telhado sem telhas
o céu sem estrelas
tudo acabou
o dinheiro
os amigos
parentes
e vizinhos
não há nada
mais nada
só o amor
tudo acabou
menos o amor
tudo acabou
se desfez

ALGUÉM COMO VOCÊ

você
é exatamente
o que busquei
a mulher
que eu queria amar
a mulher que me faria feliz
você
é a metade que em mim faltava
o sorriso doce que eu não tenho
a paciência que me falta
sempre quis
alguém como você
que fosse linda
e uma doce mistura
de mulher
e menina
a mulher forte, decidida
e também
suave
meiga
submissa
você é o quem sempre quis
a paixão
e o amor que sinto
mesmo que meus olhos
me enganem
que de repente
outra beleza me atraia
amor só por você
e mais ninguém
apenas admiro o que é belo
e admiro você
porque você me agüenta
e eu sempre
alguém como você
exatamente assim

FELICIDADE SIM

felicidade
é uma cidade distante
que não se chega
assim num instante
felicidade
é porto
onde se ancoram
navios
fantasmas
onde nenhum barco
chega
onde nenhum marinheiro
enbarca
felicidade
é montanha sem pico
montanha sem rochas
não se escala
e nem de para-quedas
se chega nela
felicidade
é floresta fechada
cheia de surpresas
atrás de cada pegada
uma cascata linda
onde não se pode mergulhar
apenas olhar
e apreciar
felicidade
é palavra
para se achar no dicionário
e entender
apenas
o que quer dizer
e imaginar como seria
se por um momento existisse

PEGUEI SUA MÃO

peguei sua mão
era o apoio
e a sustenção
que eu
precisava
peguei sua mão
e caminhei
tranqüilo
não sentia
minhas dores
as velhas dores
que me incomodavam
não sinto mais
peguei na sua mão
a única mão estendida
que me ajudou
a levantar
o resto
me olhava
debochava
da minha dor
dor que não sinto mais
peguei sua mão
segurei suave
seus dedos
para não machucá-los
segurei sua mão
e fui
para cada vez
mais perto de você
e deixei
tudo para trás
não precisava de mais nada
apenas sua mão
me guiava

REPETIÇÃO


diga te amo
repetidamente
abrace
beije
abre muito
beije ainda mais
diga te gosto
diga te quero
repetidamente
abrace
beije
abrace demais
beije anda mais
não finja
nem se esconda
se ame
fale
se gosta diga
o amor não fecha portas
ele abre
diga te amo
repetidamente
não se canse
de repetir
não se canse de dizer
te amo sempre
te gosto demais
diga sempre
diga demais
o que sente
repetidamente
e sempre
e cada vez mais
te amo

LONGE DE CASA


não posso mais ficar
longe de casa
não posso mais
me ausentar de mim
deixar minhas plantas
sem água
deixar minha cama
sempre arrumada
gosto da minha cama
bagunçada
não posso ficar
longe de casa
deixando que a poeira
se aposse
das coisas
que são minhas
e não divido com ninguém
nada do que é meu
não posso ficar
mais tempo
longe de casa
um minuto
é tempo demais
pareço me perder
a cada passo que dou
a cada passo que me afasto
e fico longe de casa
não posso mais ficar
longe de casa
meu lar
e meu refugio
nem tenho o porque
ficar longe de mim
longe de casa

INTEIRAMENTE TOCADA


os olhos tocam mais
do que as mãos
os olhos
devoram em instantes
e faz com que se sinta
inteiramente tocada
os olhos podem ir além
ver muito mais
tocar sem sentir
e tocam sem querer
as partes
que não se vê
os olhos tocam mais
do que o corpo pode tocar
e mergulham
na intensidade
que se faz
e descobrem mais
e fazem se sentir
inteiramente tocada
invadida
devorada
os olhos podem mais
despir
sem despir
tocar
sem tocar
os olhos
tocam mais que as mãos
invadem
penetram
e fazem
roupas transparentes
e a pele
inteiramente tocada

GEMIDO


não é grito
nem sussurro
é gemido
gemido
que vem da alma
da alma
de um corpo doente
de um um corpo
que sente
tudo o que passou
não há gritos
apenas gemidos
do corpo enfermo
sofrendo
sem força
de reagir
se perdendo
na dor
não há gritos
apenas gemidos
as lágrimas
que escorrem
sem choro
apenas dor
de ver mutilado
o corpo
e o medo
de não resistir
a tudo
e o que há
não são gritos
são apenas gemidos
de dor
do corpo doente
e da alma que luta

NADA DE AMOR


nada de amor
por um tempo
nada de amar
por muito tempo
coração machucado
arranhado
muitas coisas
a mais
muito mais importantes
do que amar
nada de amor
por um tempo
há muito mais agora
para pensar
para me preocupar
o amor que espere
tudo passar por mim
tudo acabar
nada de amor
por um tempo
nada de amar
tudo agora
exige mais de mim
a vida
pode acabar
pode ir embora
e amar agora
só amar não basta
agora
deixo o amor de lado
nada de amor
nada de amar
por um tempo
nada de amor
nada de amar

PURO FLERTAR


esse jogo
de olhares
de molhar os lábios
de jogar
os cabelos
o simples cruzar
das pernas
puro flertar
esses gestos
suaves
e delicados
o sorriso
que acontece
de lado
disfarçado
este jogo
gostoso
que acontece
sem regras
sem juizes
a boca seca
o coração acelerado
adrenalina
de querer
de chegar
de falar
o medo
antes de tudo
a mãos que se movem
o corpo que fala
esse jogo
de sedução
esse puro flertar
tudo o que é gostoso
tudo que faz despertar

NENHUMA TEORIA


nenhuma teoria
para o que se passa
para o que acontece
a vida
é assim
mistério
não somos nada
partículas
minúsculas
desprezíveis
nenhuma teoria
para o dia que começa
para a ansiedade
que sempre se faz presente
na pratica
que se vive
tudo é diferente
nada acontece
como os manuais
nenhuma teoria
cabe
para a vida que se vive
não há ciência
exata
nem verdade absoluta
para a vida que se vive
tudo é diferente
nenhuma teoria
para que a vida
que acontece
para o dia que se vive
nada é igual
imprevisível
não há manual
para a vida que se vive hoje

ME BEIJE AGORA


me beije agora
neste instante que se faz
neste momento
que pode ser único
me beije agora
nesse minuto que faz
se eu morrer agora
que eu morra em paz
morra beijando
sua boca
me beije agora
e deixe que nosso beijo
fale por nós
me beije agora
neste espaço
de tempo
que permite
que nos perdemos
sem pressa de nada
sem tempo
para mais nada
me beije agora
e deixe tudo para depois
nada mais importa
nosso tempo
é agora
nesse minuto que se faz
se algo ficou para trás
nada importa
o que importa é agora
me beije
me beije agora

VOZ DOS SENTIDOS


escuto a voz dos meus sentidos
escuto meus ruídos
eles falam por mim
me contam segredos
que não sei
que não conheço
escuto meu tato
escuto meu ofato
o que fala minha visão
o paladar doce
da vida
ouço
a voz dos meus sentidos
eles falam comigo
falam de mim
falam do vejo
e do que sinto
a voz dos meus sentidos
mais vivos
mais apurados
escuto
meus ruídos
as vozes que existem em mim
meu tato
minha visão
ofato
o paladar que saboreia
o doce da vida
ouço
tudo o que há em mim
e os meus sentidos falam
e os segredos
que carregam
e me contam
em silêncio

NUNCA SERÁ IGUAL


nunca será igual
o que senti
e o que sinto por você
posso amar
quem eu quiser
nunca será igual
o amor
será apenas
uma parte
um amor sem arte
um amor de rabiscos
nunca será igual
nada é igual
depois que tudo passa
partes se perdem
e o amor que senti
não será igual depois
sempre haverá
pedaços de você
no amor que senti
posso amar quem eu quiser
sempre haverá
no amor
lembranças
nunca será igual
o amor
que já vem cheio
de saudades
de comparações
mesmo que eu queria
tirar tudo de mim
nada será igual
haverá sempre
você
no amor que sinto
no amor que senti

VENCER RUMORES


não vou me entregar
ficar parado
esperando
a vida passar
não vou parar
o tempo
nem posso parar
tenho que vencer
os rumores
calar bocas
que falam de mim
que falem de mim
não me importo mais
só não vou
me abater
nem sofrer
nem parar
gostem de mim
ou não gostem
não me importo mais
o que não posso
é me abater
preciso vencer rumores
vencer a discórdia
não vou ficar
olhando
a vida passar
muito menos as palavras
mortas
falando de mim
o que não sabe
o que vou fazer
é vencer rumores
e deixar que falem de mim

28 de abr de 2008

MAL QUER SABER DE MIM

mal quer saber de mim
como me sinto
como estou
quer apenas me ver
rastejando
voando como folha
sem direção
levado pelo vento
que sopra
mal quer saber de mim
quer apenas ter a certeza
que jamais darei
sou folha morta
voando e pousando
delicamente
nas mãos do destino
mal quer saber de mim
se estou morto
se estou vivo
apenas me quer por perto
como troféu
com trunfo seu
de me ter
eu folha morta
voando sem rumo
quem sabe
ficarei como marca
texto no livro perdido
de alguém

FLORES QUE LÁ DEIXEI

as flores que lá deixei
mostram
um pouco
de tudo o que eu lhe dei
acabei com meu jardim
com as rosas e flores
que havia nele
não deixei nenhum vestígio
nada que me lembrasse
as flores que lá deixei
está podada
cortadas em sua raiz
mortas
e agora eu estou
como sempre você quis
sozinho
olhando para o céu
sem lua
olhando para meu jardim
sem rosas
sem flores
apenas folhas caídas
das rosas
das flores
mortas
cortadas todas
pela raiz
e eu choro
porque estou
como você sempre quis
sozinho

NAQUELA HORA

naquela hora
em que o amor
se materializa
não há mais nada
tudo se aquieta
tudo se acalma
naquela hora
nada mais importa
a não ser
a hora que se vive
depois
daquela hora
o vazio
jogado
o corpo suado
o amor que era gostoso
se fez em pedaço
amar assim
não vale a pena
somente naquela hora
que o amor se faz
que o amor acontece
depois
o vazio
o corpo frio
e o amor
em pedaços

NÃO TEM FIM


queria ser o sol
que toca tua pele
queria dedilhar
teu corpo
e ficar junto de ti
beijar teus pés
e me aconchegar
em teu colo
beijar tua boca
não tem fim
meu desejo
de me perder
cada vez mais em ti
queria ser o chão
onde pisa
ser o ar que respira
o que sinto
não tem fim
só aumenta
cada dia mais
fica forte
me domina
queria ser o teu tudo
teu sol
teu mundo

27 de abr de 2008

OUTRA DIMENSÃO

penso
nas decisões
que dependem de mim
penso
nos dias
que virão
e virão
em outra dimensão
com força excessiva
sem força nenhuma
penso nos meus dias
que se foram
no que aprendi
e no que deixei de aprender
minha vida
em outra dimensão
de uma outra maneira
de um outro modo de ver
ver como não vi
penso
nas dimensões
da minha vida
e o que quero
é tudo
e minha vida toda
em outra dimensão

TEU ORGULHO

o que te mata
é teu orgulho
é teu orgulho
que te deixa distante
te faz arrogante
o que te difere
das outras
é teu orgulho
é te achar dona do mundo
querer
que o mundo se arraste
e se jogue aos teus pés
o teu orgulho
é que fere quem chega perto
e a distancia do mundo
distancia
da realidade
e te faz diferente
das outras realidades
que conheço
o teu orgulho
é o teu pior absurdo
teu pior defeito

NÃO DEIXE

não deixe
se perder
nas ilusões
não deixe
que falem mal de você
não deixem que tudo seja apenas
um acaso
nem que tudo se perca
não permita
se perder
nas ânsias
e nas suas aflições
nem tão pouco
permita-se
e não deixe
bocas alheias
malditas por excelência
cuspir em sua beleza
não deixe
que desfaçam
do seu charme
não se vulgarize
não deixe
se perder
mantenha-se lúcida
firme
viva

ME FAZ SOFRER

me faz sofrer
quando penso
me faz sofrer
quando quero
me faz sofrer
quando busco
e nada encontro
me faz sofrer
velas apagadas
palavras pronunciadas
sorrisos frios
abraços que não envolvem
me faz sofrer
o pouco caso
o descaso
a ansiedade que me consome
me faz sofrer
a ida sem volta
me faz sofrer
saber que amanhã
será diferente
me faz sofrer
tudo o que não quero ver

FEBRE DO CORAÇÃO


coração queima
arde
coração explode
sangra
coração tem febre
febre do coração
sem sentido
por paixão
por amor demais
coração sente
o desprezo
sente demais o amor
sente um olhar
o jeito de abraçar
se aquece com o beijo
sente a saudades
que se faz
o coração
vida que acontece
e arde
de paixão
de amor
e queima
febre do coração
da vida que se faz
da vida que acontece

PERVERSÃO

quanta perversão há
quanta escuridão
se faz
cada vez mais
se busca liberdade
cada vez mais
e o que mais
se ganha
são correntes
invisíveis
tanta perversão
que faz escrevo
que é livre
e faz de quem está preso
condenado
para sempre
tanta perversão que há
que deixa o bonito
feio
e deixa o que há
cada vez mais escuro
e sem luz
sem nada
sem vida