31 de jan de 2008

TODAS AS HORAS


fico imaginando você
todas as horas
todos os momentos
fico com você
na minha cabeça
desenho castelos para lhe dar
pinto nuvens
sem aquarelas e pincéis
todas as horas
me pego construindo sonhos
subindo nas montanhas
me pego voando
deixando meu corpo
e indo lhe encontrar
todas as horas
do meu dia
fico pensando
em você
e nesta magia
que tentei evitar
não sei amar pouco
não sei gostar pequeno
todas as horas
do meu dia
e não são poucas as horas
do dia
penso em você
desenhando momentos
construindo cada vez mais
desejos
todas as horas
minhas são suas

MEU MODO DE SER


quero ser transparente
quero que me vejam por dentro
quero mostrar minha alma
meu modo de ser
como penso
quero ser impávido
quero arrancar meu coração
deixar que ele pulse
nas minhas mãos
para que todos vejam
meus sentimentos
quero ser transparente
igual ao vento que sopra
nas tardes
nas madrugadas
quero mostrar o que sinto
mostrar minha alma
que sangra quando
me sinto triste
mostrar meu amor
o amor que sinto
quando escrevo
amor que me fascina
quero meu coração
pulsando na palma da minha mão
quero ser transparente
quero mostrar minha alma
como penso
e como me sinto por dentro
quando escrevo

QUANDO TE VI CHORANDO

quando te vi chorando
parecia que o mundo
finalmente se abriu
e me engoliu
não sabia o que dizer
o que fazer
apenas sabia que não
queria mais te ver chorar
quando te vi chorando
entendi todas as razões
mais loucas
dos sentimentos
mais loucos
de um homem por uma mulher
entendi
com cada lágrima que caía
que te ver chorando
me machucava
arranhava meu coração
te queria bem
te quero bem
e te fazer chorar
me fez sangrar também
entendi o que é amar
quando te vi chorando
entendi as razões
mais ocultas
e os sentimentos
sagrados
do amor de um homem
por uma mulher
e jurei nunca
mais te ver chorar

SEM VERGONHA



deixe tudo de lado
não esquenta
agora você é minha
relaxa
não fique sem graça
fique sem vergonha
deixe tudo de lado
tire o relógio
esqueça as horas
sua roupa
não se preocupe
eu tiro
devagar e sem pressa
sem vergonha
agora você é minha
e quero toda sua intensidade
quero seus pecados despidos
quero sua pele
quero sua respiração
quero ser seu
assim como sou seu
você é minha
e quero sem vergonha
o corpo que eu sei
como é
perfeito
deixe tudo de lado
não esquenta
agora você está comigo
agora você é minha



BEIJA FLOR




tinha todos
os dias
na janela
a companhia
doce
e alegre
de um beija flor
eu o chamava
de alegria
ele não cantava
apenas bebia
da flor de plástico
a água doce
que o alimentava
todos os dias
com hora marcada
da minha sacada
eu via
o beija flor
minha doce companhia
um pássaro
chamado alegria
não sei porque
já faz dias
que não vejo
alegria na minha janela
ficou a flor de plástico
com água doce
que ele pedia
alegria sumiu
não voltou
deve ter achado
melhor companhia
ou água mais doce que a minha

A VIDA É ASSIM


a vida é assim
feita de distâncias
feita de momentos
feita de vida
feita de vontades
a vida é sim
um jogo de empates
ora se perde
o mais natural
ora se ganha
caso raro
há quem nasce
em berço esplêndido
há quem nasça
sem berço
na miséria
há quem coma chuchu
há quem não como nada
a vida é assim
cheia de desigualdades
mas se somos iguais
se nascemos e morremos
por que tem que ser dessa maneira
uns com sorte
outros com azar
alguns com a vida
outros sem amparo
a vida é assim
cheia de contrastes
feita de momentos
feita de sonhos
feita de vida
a vida é assim
fazer o quê

VERSOS PERDIDOS


quantos versos escrevi
quantos versos perdidos
por aí
versos que escrevi na rua
versos que sem medo rasguei
versos que comecei
e não terminei
versos que escrevi para alguém
e não entreguei
quantos versos
nesta minha vida
quantas paixões me fizeram
fera ferida
quantas desilusões me fizeram
chorar
quantos versos escrevi
para que meus sentimentos
não se perdessem
como os versos perdidos
que escrevi por aí
nas ruas
versos que escrevi
para me sentir melhor
versos para alguém que sempre
existiu apenas dentro de mim
versos perdidos
rasgados
não terminados
não entregues
versos que escrevi
versos perdidos

FLOR DA PELE


tudo
em mim
funciona assim
a flor da pele
meus sentimentos
meus amores
minhas paixões
tudo
em mim
fica na pele
na flor da pele
às vezes meus nervos
meus desejos
pensamentos
tudo em mim
é intenso
rasgado
sentido
pegado a força
abro meu caminho
com machados
com foices
e cada vez sinto em mim
assim
a flor da pele
sentimentos
pensamentos
meus amores
minhas paixões

ATÉ O FIM


não desisto
comecei
vou até o fim
perdendo
ou ganhando
consciente
fazendo do encontro
o momento certo
não desisto
nem medo tenho
comecei a andar
não vou parar
e ficar no meio do caminho
ou voltar sem nada
mochila vazia
coração ainda mais confuso
vou até o fim
ganhando
perdendo
não me preocupo
sigo em frente
pelos caminhos do destino
não paro
nem volto
não desisto
de tudo o que acredito
de tudo o que quero
vou até o fim
arriscando
vivendo

AMARGO


no meio da noite
acordei
na minha boca
um gosto amargo
do dia seguinte
a língua
estava áspera
a saliva grossa
senti
um nó na garganta
memórias
do dia seguinte
no meio da noite
acordei
havia no corpo
a estranha sensação
e na boca
o gosto amargo
não sei se de fel
se de sal
o gosto amargo
do dia seguinte
que passa
e deixa na noite
o gosto
do que passou
do que viveu
acordo na noite
me sentindo amargo
minha boca
meu corpo
e minha memória

30 de jan de 2008

ALTRUÍSMO

como o amor deve ser
amar por amar
amor sem interesse
livre de tudo
de posse
de sentimentos
amar por amar
amor que o mundo tem
que se nega às vezes
para alguém
amor bonito
como o amor deve ser
amor doação
amor coração
puro
intenso
liberto de ciúmes
de sentimentos
amor por amor
nada mais
amor que estende a mão
que ampara
que ajuda
amor que o mundo tem
e que às vezes nega
esse amor para alguém
amor
acredite
não se nega para ninguém
amor livre
amar por amar

DELÍCIA


bem mais
do que um sonho
delícia
saber que no mundo
existe
alguém como você
bem mais
que tudo
bem mais dos que os sonhos
que em meus delírios
invento
delícia
tudo o que sinto
tudo o que penso
bem mais
do que qualquer momento
que vivi
que sonhei viver
esquecer
não quero
não vou
bem mais do que tudo
delícia
poder lembrar
quando me deito
e de novo nos meus sonhos
vejo você

AMARGURA


certos dias
por mais que haja vida
por mais que haja amor
certos dias
a amargura
persegue
ousada
ela percebe
quando sua luz
não brilha como sempre
e seu sorriso
por algum motivo
está ausente
certos dias
mesmo com sol
as nuvens
da indecisão
da amargura
pairam
querendo ainda mais
que você vague
neste dia na escuridão
não se feche
não permita
que dias assim
virem semanas
sopre as nuvens
espante toda amargura
ou simplesmente sorria

SENTIMENTOS


os sentimentos
vão se desfazendo
se desprendendo
pequenos fragmentos
espalhados
X
os sentimentos
em pedaços pequenos
no chão por onde passo
por onde passei
X
os sentimentos
ficando
nas calçadas
como as pedras
tantas pedras
que arrastei
X
sentimentos se dissolvendo
me deixando mais leve
e meu caminho
por onde passo
carregado de sentimentos
espalhados pelo chão

ME DIZ POR QUE



me diz por que
me chamou
por que
quebrou a redoma
que me protegia
me diz por que
veio assim
com o vento
remexendo
me encantando
e me levando
me diz por que
chegou assim
me encantando
com esse jeito
sereno gostoso
me diz por que
se teu mundo
é belo
se há flores em teu
jardim
me diz por que
para que te entenda
e te abrace
e nunca mais
te deixe partir




LUCIDEZ


minha lucidez
é o que me mantém
vivo
com os pés no chão
não posso perder
nem deixar
que essa corrente
se quebre
que seus elos se soltem
minha lucidez
é o que segura
o que me prende
mesmo quando
tento voar
as correntes
me seguram
os elos quase
arrebentam
não posso perder
minha lucidez
e enlouquecer
preciso me manter
sereno
diante de mim
não posso
romper
e perder minha
lucidez
quebrar a corrente
que me prende
à realidade
não posso
enlouquecer

MELHOR PRA NÓS

melhor para nós
cada um cuidando de si
se juntos
não conseguimos
cuidar de nós
melhor assim
a linha invisível
entre nós
cada um agora
sem motivos
ou razões
para brigar
melhor para nós
ficarmos cada um
de um lado
para evitar que nossos
beijos desgastem
para que possamos
por um minuto
sentir aquela saudades
mellhor para nós
cada um cuidando de si
cada um cuidando do que é seu
poupamos brigas
quem sabe
desse modo
o amor sobreviva
e quando a saudade doer
você volte para mim
e eu volte para você

MINHAS ANDANÇAS

quanto que vi
pelos caminhos
que andei
minhas andanças
pelo mundo
meu mundo
real
fictício
quantos rostos
imagens que não esqueço
quanto que vi
pelos percalços
desta minha vida louca
rostos que não esqueço
gostos
de bocas exóticas
beijos que não se esquece
sabor
nas minhas andanças
pelo meu mundo
quantos ventos
sopraram
quantos ventos passaram
deixando apenas areia
do meu deserto
ou apenas levando
minhas areias
quanto que vi
nas minhas andanças
quantos mundos
sem sair do meu mundo
quantos rostos
não esquecerei
e as bocas que beijei

NAMORO


como podem deixar
morrer algo
tão gostoso
como o namoro
para apenas ficar
ficar à toa
sendo que namorar
é muito melhor
estar sempre juntos
receber carinho
beijinhos
nada melhor que esperar
para um cinema
ou apenas um filme
na "tv"
dividir um chocolate
uma bala
um chiclete
cabular aula para encontrar
andar de metrô
indo e voltando
curtindo
nada melhor
do que namorar
beijar na boca
sentir o perfume
em qualquer lugar
ficar apenas não marca
passa
namorar fica
marca
namorar
namorar

PONTO FINAL

nunca entre nós
haverá
ponto final
quem sabe
reticências
vírgulas
pontos de exclamação
de interrogação
jamais ponto final
não há porque
nos damos bem
nos entendemos
nunca haverá
entre nós ponto final
eu não deixo
não quero
mesmo que falem
gosto de você
das suas tardes
do seu alvorecer
nunca entre nós
haverá ponto final
talvez vírgulas
pontos de exclamação
entre nós
apenas as tardes
as noites
e muitas madrugadas


SEM RANCOR

não quero mais
rancor algum
faz mal
me embrulha
o estômago
me dá azia
má digestão
ânsia
não quero mais
nada disso
quero minha vida
sem rancor
sem câncer
quero viver por
muitos anos
e com rancor
sei que morreria
bem antes
não quero nada
que me mate
quero vida
amo viver
amar
e sofrer só por amor
por amar demais
quero minha vida
limpa
sem rancor
sem feridas
não quero nenhum câncer
sei que não aguentaria
com rancor
morreria

TENDÊNCIA


vejo o mundo como está
as pessoas cada vez
mais distantes
solitárias
medrosas
com medo de amar
não falam mais
olhando nos olhos
preferem falar ao celular
mandar e-mails
navegar em mundos virtuais
viver em comunidades
onde basta um clique
e tudo muda
a tendência do mundo
de todo mundo
é acabar sozinho
num quarto trancado
com a luz acessa de madrugada
ou gastar tudo
nas mesas fechadas
de cyber's
sem se expor
e num toque aceitar ou deletar
a tendência
é que o amor acabe
quando acabar
não quero mais estar aqui

TUDO TEM SEU TEMPO

tudo tem seu tempo
certo preciso
não falha
tudo um dia passa
acaba
no tempo certo
durando o que tem que durar
tudo tem seu tempo
passa
quebra
esquece
murcha
seca
morre
não adianta é assim
quadros apagam
papéis viram pó
memórias evaporam
e o amor
ah o amor
tudo tem seu tempo
tempo útil
prazo de validade
um dia acaba
finda
encerra
termina
por isso vivo
antes que as fendas
em mim apareçam
e me engulam
e como tudo
eu também desapareça

VOLTAR A PAZ


o que é paz
senão o silêncio
e a quietude
que existe em nós
o que é a paz
senão a tranquilidade
de respirar sem medo
de alguém
de quem quer que seja
o que é a paz
mais do que direito
mais do que conquista
apenas respeito
voltar à paz
ao silêncio
e poder pensar sem medo
de nada
nem de ninguém
andar livre
sem receio suspeitando
de tudo
com medo de todos
o que é a paz
respirar
encher os pulmões
inspirar
olhar tudo e todos
o que é paz
não sei, esqueci

TODO SEU AMOR


se eu pudesse
colocar em potes
todo amor
que a mim dedica
não haveriam
potes suficentes
imagina então
como se sente
meu coração
recebendo todo dia
todo seu amor
meu coração
transborda
pulsa acelerado
quantos corações
seriam necessários
para guardar
todo seu amor
não sei
sei apenas que
todo seu amor
é meu
e mesmo que meu coração
transborde todo
o amor a mim dedicado
quero cada vez mais
seu amor
todo seu amor para mim

29 de jan de 2008

ALUCINADO


tanto amor
que recebo
que só posso
devolver
o amor em dobro
tantas demonstrações
de carinho
tantas palavras
lindas
que transformam
meu mundo
num mundo azul
e me aproximam
cada vez mais de Deus
fico meio que alucinado
meio dopado
porque sempre quis
esse amor
transbordando
por todos os poros
tanto amor
tanto carinho
que me enchem de paz
e faz que meu peito
transborde de tanto amor
eu sempre quis
que amor fosse assim
x
x
Obrigado aos meus amigos por todas as demonstrações de amor e carinho

ARAME FARPADO


acabem com os muros
com todo arame farpado
acabem com tudo que afaste
coloquem placas
de seja bem vindo
fique à vontade
X
acabem com as bombas
com os tanques
plantem mais rosas
cultivem mais jardins
mais sorrisos
nada mais de cercas nos jardins
x
acabem com tudo o que faz
desliguem as televisões
os computadores
as máquinas
façam um dia tudo manual
x
cortem os arames
que os separam
de tudo
dos homens
do mundo
unam-se em um abraço
x
acabem com a guerra
com a violência
com a hipocrisia
com os muros
e os arames farpados
que ferem
que matam
x
mais flores
mais rosas
mais jardins

NÃO É SEMPRE


não é sempre
que um sorriso
convence
às vezes ele engana
induz ao erro
não é sempre
que um sorriso
é falso
às vezes engana
não traduz o que sente
não é sempre
que uma mulher linda
é bela
pode ser linda
e feia
conheço mulheres feias
que são lindas
na verdade todas as
mulheres são lindas
não é sempre
que concordo com isso
prefiro pensar que sim
nem toda verdade
é verdade
e nem sempre uma mentira
convence
não é sempre

SIMETRIA



que haja sempre
a simetria
perfeita em seu sorriso
simetria
perfeita em seus gestos
em suas atitudes
que haja sempre
esse brilho em seus olhos
essa certeza
essa vitalidade
que haja sempre
em você
essa vida abundante
esse jeito tranquilo
de lidar com a vida
essa concordância perfeita
entre o sim e o não
simetria casada
perfeita
seu sorriso é prova
mesmo que ele talvez
nos rumores da tarde
esconda de verdade
o que sinta
ninguém nunca verá
nada além do seu sorriso
e da simetria perfeita
entre o sim e o não

VOZES

vozes
gritam dentro de mim
umas me levantam
outras me empurram
ladeiras abaixo
vozes
sussurram
em meus labirintos
me agitam
me impulsionam
me acusam
me fazem chorar
sorrir
me fazem cantar
e como louco falar
por aí falando sozinho
vozes
falam quando durmo
não me deixam sozinho
gritam
sussuram
xingam
suspiram
inspiram
ditam minhas poesias
vozes
como eco
em meus labirintos
me chamando
me pedindo
me colocando no alto
me derrubando
vozes
minhas vozes mudas

BONS MOMENTOS - 2


o que queremos
são apenas
os bons momentos
nada de choro
tristeza
e lamento
apenas fazer da vida
uma lembrança
que não seja à toa
bons momentos
com amigos
com família
sozinho se for capaz
o que se espera
da vida
são os bons momentos
e a doce sensação
de felicidade
não importa quanto dure
apenas que fique
guardado
bons momentos é o que se quer
o que se espera a vida toda
com amigos
com a família
sozinho não importa
sempre
e para sempre
bons momentos

DOM DE SONHAR


o dom maior
que Deus nos deu
é o dom de sonhar
de fingir
de nos transportar
em sonhos
o dom maior
é o dom de sonhar
de fingir
de imaginar
fechar os olhos
e por um instante
por menor que seja
se transportar
viajar
sem asas voar por aí
dom de sonhar
com o melhor
mesmo estando por baixo
sofrendo
o dom de sonhar
eleva e leva
para qualquer lugar
enche a barriga
mata a fome
por instantes
o dom maior
é o dom de sonhar
de fingir
de se imaginar
mesmo na guerra
em outro lugar

EU NÃO SERIA NADA


sem você
eu não seria nada
andaria por aí
acordaria de madrugada
para trabalhar
chegaria cansado em casa
beijaria minha filha
falaria da vida
com minha mulher
reclamaria do trabalho
do salário
do meu chefe
sem você
seria apenas eu
não queria ser mais
com você
apenas quero
e quanto mais o tempo passa
mais a busco
mais gosto de você
de verdade descobri que a amo
sem você
eu não seria nada
você devolveu a luz da minha estrada
a vontade violenta de dar certo
e mostrar para o mundo
que a amo de verdade
e que sem você, não consigo mais viver
um dia sequer
sem você Poesia
eu não existiria

JEITO MANHOSO


desde que a conheço
você tem este
jeito manhoso
acorda como gata
se espreguiçando
desde que a conheço
é manhosa
desde que acorda
até quando vai dormir
abraça o sol
e beija a lua
este jeito manhoso
faz dengo para tudo
são mil almofadas
no seu quarto jogadas
para que não se sinta
sozinha durante a madrugada
seu jeito manhoso
quando acorda
enrolada nos lençóis
é pintura
que não se esquece
beija o sol
abraça a lua
é manhosa
dengosa
impossível não querer
difícil não sorrir

LUZ DO DESEJO


a luz do desejo
é a luz
que aquece
e faz querer
a luz do desejo
é a luz
que impulsiona
e direciona
por qual caminho
seguir
a luz do desejo
é química
vista apenas
por quem ama
por quem se apaixona
de verdade
a luz do desejo
acende quando
todas as outras
luzes se apagam
e deixam acordados
os sonhos
a luz do desejo
é luz invísivel
que aquece nas noites
de frio
e inspira doces poesias
nas noites de calor
a luz do desejo
acende quando
todas as luzes se apagam

NEM PENSAR


vinte e quatro horas
quantos pensamentos
a cabeça cheia
dor de cabeça
momentos de paz
nem pensar
vinte e quatro horas
ligado na tomada
antenado com o mundo
preocupado
dormir
nem pensar
apenas de fazer de conta
tanta pressa de viver
vinte e quatro horas
quantos pensamentos
a cabeça fervendo
descansar
nem pensar
momentos de prazer
nem pensar
viver
nem pensar
sobreviver
quem sabe
morrer
um dia talvez

QUANTO TEMPO SE PASSOU


tempo demais
para esquecer
não se esquece
é vivo
na memória
buscando a consciência
trazendo à tona
os erros
quanto tempo se passou
e não se esquece
é imortal
como o tempo
e será sempre
a consciência
a certeza
a busca
quanto tempo depois
do tempo que passou
e até quando
para entender
e não relutar
aceitar
a onipotência
a grandeza
de estar
sempre em todos os lugares
a todo tempo
passe o tempo que passar
ficará eterno no passado
presente no presente
e necessário no futuro
tempo demais

TODA NUA


como a noite
te quero
toda nua
quero entrega
total e absoluta
como o amor
deve ser
inteiro
como a noite
te quero
sempre
vestida apenas
de indecências
toda nua
de pele arrepiada
transpirando
como a noite
sem véus
na cama
largada
toda nua
de preocupações
de medos
e angústias
te quero de verdade
esquecendo do mundo
e dos problemas
esquecendo de tudo
como a noite
que esquece o dia
te quero nua
toda nua
sem véus
sem medo
como a noite

TOQUE DE CARINHO


será que há
no mundo
quem resista
quem nega
um amor
um toque de carinho
não acredito
quem negue
quem recuse
um olhar
um afago
um dengo
não pode haver
mortal
frio
descrente
de amor
de um toque de carinho
mágico
único
quente
será que existe
neste mundo
mortal
quem não ceda
a um olhar
sincero
a um gesto de amor
a um carinho
se existe eu não sei
sei que eu não vivo sem
um toque de carinho
e um gesto de amor

PEÇA ÍNTIMA

cada vez
conheço
mais e mais
tua intimidade
como se através
dela pudesse
entrar em contato
com o teu eu
mais secreto
vejo
devagar a peça íntima
que cobre teus mistérios
cada vez mais
mergulho no êxtase
do teu eu
e descubro cada vez mais
o desejo que me aquece
que te aquece
peça íntima
revelando a pele escondida
o perfume
que alucina
cada vez mais
entro em contato
com teu eu
com tua intimidade
mergulho em ti
e não saio mais

28 de jan de 2008

CUIDE DELA


cuide dela
como se cuidasse
de mim
cuide dela
da sua vida
mesmo que ela
um dia reclame
diga que fui eu que mandei
cuide dela
dos passos
afaste quem queria
roubar cedo demais
seu coração
não deixe
cuide dela
dos sentimentos
das dúvidas
de menina adolescente
deixe que ela viva
sem correntes
apenas cuide dela
para que seu sorriso
não se ausente
vele seu sono
lhe dê alimento
acompanhe tudo o que puder
seja amigo
companheiro
cuide dela
nada mais

SEMANA


entra semana
sai semana
segunda
terça
quarta
quinta
minha sexta
o sábado
a paz do domingo
entra semana
sai semana
fujo do que não quero
busco o que não consigo
semana
de segunda a segunda
semana após semana
desviando
mudando o caminho
fazendo acontecer
o que não acontece
semana curta voa
semana longa não passa
semanas iguais
segunda
terça
quarta meia
quinta quase
sexta ufa
sábado sempre de aleluia
domingo de novo não
semana após semana

MEU MAR


meu mar
em que
navego
com meu barco
e meus remos
uso o vento
meu mar
intenso
e profundo
cheio de mistérios
que desvendo todos
os dias
meu mar
de ondas calmas
de ondas intensas
que arremessam
meu barco
com as minhas pedras
meu mar
calmo
levando meu barco
para onde quiser
para alto mar
para as pedras
para a praia
meu mar
de imensidão
de calmaria
e tempestades
meu mar
meu barco
meus remos

NÃO TE QUERO SANTA


não te quero santa
te quero mulher
com teus desejos pulsando
teu corpo pedindo
não te quero santa
quero teus pecados
teus gemidos
e teus sussuros
te quero de noite
e que a noite
rompa o dia
não te quero santa
com medo
e receios
fechado
te quero solta
fera livre
mulher amante
desvastando
ficando aberta
se entregando
não te quero santa
te quero intensa
cheia de desejos
e volúpias
me arrastando
fazendo de mim objeto
te quero assim
mulher



PRECISO ENCONTRAR UM AMIGO


um alguém
que cuide de mim
que veja além de mim
que se antecipe
que me ampare
que caminhe ao meu lado
um alguém
amigo
fiel
que olhe além de mim
que me mande e-mail
que me ligue
que se preocupe
sou uma mulher
preciso encontrar um amigo
que cuide de mim
que esteja perto
sem que eu diga nada
que abra a porta
que divida a conta
que goste de cinema
pipoca
cachorro quente
que seja amigo
depois quem sabe
muito mais
mas acima de tudo
amigo

ROTINA - 2

na mesma hora
sem atraso
com atraso
cinco horas da manhã
sai correndo
sem café
vai de ônibus
vai a pé
dormindo
agarrado ao balaustre
acorda no susto
sai correndo
metro
muita gente
tanta gente
se empurrando
aperto
não dá pra respirar
sapato apertado
todo dia é assim
o sufoco
a rotina
tanta gente
a correria
não dá tempo
de segunda a segunda
trabalho
rotina
coisa de louco
e eu no meio de tudo
como tantos
poetas da vida
poeta anônimos

SORRISO DELA


o sorriso dela
fascina
sorriso largo
aberto
franco
não há
no mundo
sorriso igual
ao sorriso dela
encanta
alegra
é lindo
não sorriso forçado
sai de graça
o sorriso dela
é doce
envolvente
carinhoso
sorriso absoluto
não há no mundo
sorriso igual
ao sorriso dela
faz o dia melhor
deixa o mundo mais leve
mais bonito
ela sorri
e o mundo sorri com ela

SEXO FRÁGIL


o que era frágil
não é mais
agora é forte
independente
faz aquilo que quer
deixou de ser frágil
há muito tempo
não se abala mais
vai pra briga
pra guerra se for
preciso
sexo frágil
é apenas aparente
hoje
não é mais
grita
fala alto
cospe no chão
escolhe com quem ficar
diz não
grita
não é mais amélia
mais ainda
é mulher de verdade
agora mais
não é mais frágil
é mais bela
mais livre
forte

SEM AR


amar
é uma droga
que nos deixa
sem ar
x
amar
é droga
sem prescrição
sem bula
uma droga
poderosa
que vicia
x
amar
te deixa
sem chão
sem ar
sem eira
nem beira
x
quem não ama
quer amar
que ama
não consegue parar
x
sem bula
sem prescrição
amor vem
e vicia

CAMISA BRANCA


gosto de ver você
de camisa branca
botões abertos
sem sutia
insinuando de leve
o que mais gosto de ver
gosto de ver você
feito menina arteira
sorrindo
tímida e sem jeito
arracando de mim
meus segredos
desejos e fantasias
você
de camisa branca
com botões abertos
insinuando
me provocando
me seduzindo
a camisa
por vezes abre
mostra o seio
e seu riso tímido
como não querer
seu corpo no meu
e meu corpo no seu
sem apenas
apenas de camisa branca
toda nua por baixo
como não sonhar
como não querer